quinta-feira, 25 de julho de 2013

Empório Coralina na Meu Próprio Negócio


Depois de 10 anos trabalhando na área de marketing, Cecília Chiarini decidiu que era chegada a hora de empreender. Em 2011, largou tudo para dedicar-se a essa sonho e, em março de 2012, junto com sua mãe, a professora Heloísa Chiarini, fundou o Empório Coralina, em Poços de Caldas (MG). "Quando era criança, uma de minhas brincadeiras preferidas era administrar uma empresa imaginária, e esse sonho de empreender foi ganhando mais espaço com o passar do tempo. O assunto de ter um negócio próprio também sempre foi recorrente nas conversas em família, tanto que foi em uma delas que eu e minha mãe começamos a amadurecer a ideia do Empório Coralina", conta Cecília.

Mãe e filha sempre foram apaixonadas pela produção artesanal e buscavam uma forma de levar mais delicadeza e bem-estar para a vida das pessoas, além de realizar o sonho do próprio negócio. Foi no aroma das essências, nas propriedades dos ativos naturais de flores e plantas e no feitio artesanal e cuidadoso que elas encontraram o caminho para atingir esse objetivo. Com uma produção totalmente artesanal, a dupla cria sabonetes, produtos de banho e águas perfumadas para a casa, além de oferecerem o serviço de aromatização de marcas (marketing olfativo) e de eventos. "A escolha desse nicho de negócio, apesar de toda pesquisa e planejamento inicial, foi muito intuitiva e levou em conta primeiramente com o que gostaríamos de trabalhar, pois acreditamos que amar o que se faz é fundamental", explica a empreendedora.

Hoje, o Empório Coralina é uma empresa virtual, que atende aos clientes por e-mail, Facebook e Twitter. "Aceitamos encomendas dos produtos a partir de um pedido mínimo e personalizamos rótulos, cores, aromas de acordo com as preferências de cada um. Pela loja virtual disponibilizamos os produtos para pronta entrega que enviamos para todo o Brasil", completa Cecília, que, junto de sua mãe, cuida de tudo: desde a produção, embalagens, até atendimento ao cliente, marketing e vendas.

Segundo a empreendedora, a concorrência é muito grande e é preciso se diferenciar sempre, criar uma marca atrativa e despertar o envolvimento das pessoas com o negócio para se destacar e fugir da guerra de preços que é comum nesse segmento. "É preciso descobrir o que temos de verdadeiramente único e original e usar isso a nosso favor. Por isso a criatividade é a nossa maior aliada para estarmos sempre um passo à frete", afirma.

A meta de mãe é filha é dobrar o faturamento no final do ano com as encomendas e vendas para o Natal e Ano Novo, tanto dos produtos de uso pessoal quanto nas lembranças e presentes corporativos. "Investimos em novos frascos e embalagens, novos produtos, que serão lançados no começo de outubro, em estoque e também na participação em bazares de produtos artesanais na cidade de São Paulo. Tudo para alcançar o objetivo definido", completa Cecília.

Muitos podem achar que a produção de um sabonete artesanal ou de aromatizador, por exemplo, é algo simples, mas não é bem assim, assegura Cecília. Para quem quer empreender no setor, ela aconselha a investir em cursos de aromaterapia e de perfumista para entender sobre aromas, famílias olfativas, como misturá-las e como interferem no bem-estar das pessoas. "Além de aprender a fazer o produto e conhecer novas técnicas, é preciso entender a função de cada matéria-prima e o papel dela no produto final. Só estudando muito você vai conseguir dominar esse assunto", finaliza.

Revista Meu Próprio Negócio, Ano 11, Edição 117